Bolo de bacia Pernambuco

Receita adaptada do livro “Açúcar” de Gilberto Freyre

Ingredientes:
6 ovos
½ litro de massa de mandioca
2 xícaras (chá) de açúcar
250g de manteiga
1 vidro de leite de coco
1 colher (sopa) fermento Royal

Modo de fazer:
Batem-se separadamente 3 claras de ovos. Depois de bem batidas, juntam-se 6 gemas e continua-se batendo bem. À parte bate-se o açúcar com a manteiga e junta-se aos ovos; junta-se o leite de coco; em seguida junta-se a massa de mandioca peneirada com o fermento aos outros ingredientes. Leva-se ao forno quente (200C°), por 40 minutos, aproximadamente para assar numa fôrma de buraco enfarinhada e untada com manteiga. A massa de mandioca, também conhecida como puba pode ser comprada em qualquer casa de produtos do Norte.

25 thoughts on “Bolo de bacia Pernambuco”

  1. Sou de PE, e não conheço esse formato de bolo como bolo de bacia, ou será que basta colocar em pequenas formas?

    Agradeço desde ja, sua colaboração.

  2. Olá Eduardo,

    Quando estive em Recife reparei que em muitos lugares vendem o Bolo Bacia não em fatias, mas em formato de pequenos bolinhos com se tivessem sido feitos em formas para empadas de tamanho grande. Acredito que se você dividir a massa em pequenas formas dará certo. Este bolo fiz adaptando uma das receitas de Bolo Bacia dadas pelo Gilberto Freyre no livro “Açúcar”.

    Abraços
    Zezé

  3. O Bolo de Bacia é aquele que tem um papel em sua volta que também é conhecido como Bolo de Saia. E gostaria de saber a receita. Grato

  4. Essa não é uma receita de bolo de bacia, que conhecemos aqui em Pernambuco. Bolo de bacia é aquele tradicional bolinho do tamanho de uma empada que vende-se nas padarias. Caso alguém tenha esta receita, por favor, me envie. Grata.

  5. Olá Fernanda,

    Uma receita nunca é verdadeira ou falsa, ela sofre alterações com o passar do tempo e das cozinheiras que a preparam.

    Especificamente, esta receita de Bolo de Bacia Pernambuco é uma das duas receitas (caso você queira pesquisar, esta está na pagina 104 do livro) que Gilberto Freyre apresenta em seu livro Açúcar (1ª edição 1939).

    Na receita que apresento, apenas adaptei as medidas e utilizei leite de coco industrializado.

    Quanto ao formato, ele foi sendo alterado à medida que o bolo passou a ser vendido em tabuleiro de porta em porta por quituteiras, no final do século 19, começo do século 20. Eu o fiz para ser comido à talhada (como a receita do livro recomenda); você poderá fazê-lo em forminhas de empada.

    Assim que puder obter mais massa de mandioca (coisa muito rara em São Paulo) vou preparar uma das receitas que Gilberto Freyre dá de Bolo Souza Leão (três diferentes receitas), que certamente também haverá quem ache outras variações.

    Abraços
    Zezé Pina

  6. Olá!
    Moro em São Paulo e achei com facilidade no supermercado farinha de mandioca. Fiz o Bolo de Bacia Pernambuco, mas não cresceu e ficou meio encruado. Você tem alguma dica para me dar?

  7. Olá Renata,

    O que você comprou no supermercado não foi massa de mandioca ou puba (como se diz o interior da Bahia). A farinha de mandioca dá ao Bolo de Bacia uma consistência meio pastosa e não o deixa crescer. Tente comprar em Casas do Norte a massa de mandioca (sei que é coisa rara aqui pelo Sul/Sudeste) e você verá que delicia fica este bolo. Por favor, se achar mande o endereço.

    Beijos
    Zezé

  8. Tenho uma dúvida quanto ao papel que envolve o bolo. Quando colocamos a massa para assar na forminha de papel é necessário untar a forminha de papel?

  9. Bom dia, Ana

    Não é necessário untar as forminhas de papel, basta colocá-las dentro das formas de empada ou pão de mel (aliás, gosto mais de usar formas de pão de mel para o Bolo de bacia). Não use formas muito pequenas e deixe borda suficiente para que os bolinhos cresçam e não saiam da forma.

    Abraços
    Zezé

  10. Olá Zezé, gostaria de saber qual a quantidade de massa que coloco na forminha para bolo de bacia, porque já tentei fazer mas a massa cresce demais ou fica queimado não sei como se faz esse processo, por favor me tire esta dúvida.

    Beijos

  11. Olá Joelma,

    O tamanho da forma que você usa é o que vai determinar a quantidade de massa a ser colocada.
    As minhas sugestões são: Use forminhas para pão de mel ou muffins com no mínimo 3 cm de altura, depois de colocar as forminhas de papel encha um pouco acima da metade da forminha.
    Asse os bolinhos na grade do meio do seu forno (ela deve estar nivela).
    Faça o teste do palito alguns minutos antes do tempo fixado na receita, assim se os bolinhos ainda estiverem muito brancos, mas já cozidos (se o palito sair seco), você poderá determinar quantos minutos a mais vai deixá-los no forno sem correr o risco de ficarem muito dourados na superfície e queimados embaixo.

    Abraços
    Zezé

  12. Oi, adorei este bolo, mas a receita de bolo que estou procurando é aquela com mandioca que se divide, fica parte de mandioca e a outa parte dá a entender que é Maizena. Mas valeu parabéns…
    Francisca

  13. Oi, adoro este bolo… Agora me tire uma dúvida: sei que não é para untar as forminhas de papel, mais antes de colocar na forma precisa untar as forminhas de alumínio?

    Bjs

  14. Onde vende massa de mandioca em litro por aqui na Bahia, procurei e não achei? Espero uma resposta.
    Beijos

  15. Olá,

    Acredito que você encontre a massa de mandioca em qualquer supercado ou à venda em barraquinhas na feira-livre, mas é bom lembrar que na Bahia a massa de mandioca chama-se puba.

    Beijos
    Zezé

  16. Olá Zezé,

    Passei a comer sem glúten e, paraibana morando no Rio de Janeiro, a massa de mandioca começou a fazer falta!
    Pois bem, para aqueles que não são preguiçosos, posso indicar o endereço um “site” que ensina como fazer, em casa mesmo, a tal massa “puba”.

  17. Sou de Recife e minha família sempre fez Bolo de Bacia muito bem. Mas, hoje em dia, com as vendas em larga escala, no lugae de massa de mandioca colocamos trigo para grande quantidade.
    Uma das cidades de Pernambuco em que se vende o Bolo de Bacia é Caruaru.
    Beijos
    Rute

  18. Quero parabenizar-lhe pela fonte de sua pesquisa, geralmente quando pessoas do sudeste/sul decidem fazer algo nosso ( Nordeste) acabam matando a receita e você foi a primeira pessoa a buscar numa fonte correta a receita. Parabéns pela iniciativa.

  19. E completando meu discurso. Hoje o Brasil não produz trigo de boa qualidade a maioria dessa matéria prima vem de importações, agora imagine isso em décadas passadas. O nordeste nunca teve contato com farinha de trigo agente usava em seu lugar a farinha de mandioca, em vez de comer pão comíamos beiju, bolo só de mandioca e etc. Com a modernização e a perda de nossos costumes tiramos a mandioca de nossa dieta quase que totalmente (o preço também tá um absurdo). Então não fiquem assustados se as receitas apresentarem como matéria a mandioca ou macaxeira.

  20. Parabéns por ofercer a receita originalíssima, a partir do maravilhoso livro de Gilberto Freyre.

  21. Essa receita é legítima e tradicional de Pernambuco. Só é lamentável que as pessoas hoje alterarem e colocarem farinha trigo no lugar da mandioca. P.S. Ainda vendem em forminhas de papel. Ainda bem que não alteraram isso ainda. Parabéns para este blog.

  22. Boa noite,!!

    Sendo de gastronomia e pernambucano,fiquei muito feliz com toda essa enquete,em torno do Bolo de Bacia. Ainda bem que não houve nenhum comentário, comparando-o com o Cup Cake, bolinho de xícara americano!?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *