Combatendo a ditadura das Big Techs

A urgência de regular as Big Techs diante de ameaças à democracia e soberania nacional, evidenciadas pelo comportamento disruptivo de figuras como Elon Musk.

O recente ataque do bilionário Elon Musk às instituições brasileiras colocou a nu um dos maiores perigos para a soberania das nações: o poder das chamadas Big Techs. Se, no início do século 20, a política do Big Stick (com o lema “fale manso e carregue um grande porrete”) foi uma abordagem de política externa adotada por Theodore Roosevelt, que usava o poder militar dos EUA para influenciar a política internacional, hoje as Big Techs usam sua força econômica e tecnológica para influenciar políticas e mercados.

As Big Techs, como são chamadas as grandes empresas mundiais de tecnologia, exercem um poder significativo devido ao seu tamanho, alcance e influência econômica, sendo cada vez mais capazes de moldar a opinião pública, influenciar políticas governamentais e definir padrões de consumo e comportamento através de suas plataformas e produtos. Suas políticas envolvem questões de privacidade de dados, monopólio de mercado e regulação, onde enfrentam desafios legais e sociais para equilibrar seus interesses comerciais com as preocupações públicas e governamentais.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , , , | Deixar um comentário

Inteligência artificial, menos esperta que gatos

A tecnologia, incluindo a inteligência artificial, não é neutra e reflete as relações de poder na sociedade. Portanto, é essencial que haja um controle democrático sobre o desenvolvimento e uso da IA.

Impressiona ver a quantidade de pessoas e organizações que dizem “precisamos fazer algo com a inteligência artificial” mas que não têm ideias sobre o que querem ou precisam fazer. Essa é o tipo de coisa que, se você não sabe o que fazer com ela, certamente deverá ter receios sobre o que outros poderiam fazer.

Yann LeCun, cientista-chefe de IA da Meta, acredita que o medo generalizado de que modelos poderosos de inteligência artificial sejam perigosos é em grande parte imaginário, porque a tecnologia atual está longe de ser humana, nem mesmo é comparável à inteligência ao nível de um gato. O cérebro de um gato doméstico tem cerca de 800 milhões de neurônios, o cérebro de um cão tem cerca de 2 bilhões de neurônios e um cérebro humano maduro tem cerca de 100 bilhões.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , | Deixar um comentário

Celulares em aulas e reuniões

Um dos efeitos nocivos da extrema conectividade que temos hoje é o excesso de informação usado como estratégia para a desinformação.

Todo mundo tem um celular no bolso ou na bolsa. Com a pandemia, as relações digitais – por texto, áudio ou vídeo – se expandiram, seja em conversas em pequenos grupos, em reuniões empresariais ou partidárias, em cursos à distância. Quando as pessoas não usam celular, utilizam computador (ou ambos).

Quando os Jetsons se comunicavam à distância com outras pessoas, ou em Jornada nas Estrelas, quando um Spock no planeta lá embaixo conversava numa boa com um Kirk na espaçonave em órbita, ninguém pensava nos inúmeros impactos que estas tecnologias de comunicação teriam sobre a sociedade, a psicologia, a economia e até mesmo nas relações amorosas, familiares e políticas.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , | Deixar um comentário

A língua portuguesa e os conteúdos digitais

Quantidade de conteúdos em língua portuguesa na internet pode ser reveladora do potencial, inclusive econômico, de nosso idioma.

A quantidade de conteúdos em língua portuguesa na internet pode ser reveladora do potencial, inclusive econômico, de nosso idioma – o nono mais falado no planeta (e quarto em termos de falantes nativos), sendo a língua mais falada no hemisfério sul. Estima-se que algo entre 3% e 4% dos conteúdos na internet estão em português. Já em termos da quantidade de livros, os publicados em nosso idioma representam cerca de 2% dos editados em inglês, diferença essa multiplicada em função das tiragens muito baixas do nosso mercado editorial.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Robinson Crusoe e as tecnologias educacionais

A tomada de decisões – “motor” básico de quase toda a simulação – pode levar os estudantes a fazer uma série de perguntas, visando a algumas abordagens que a resolução de problemas implica.

Quando se fala em uso das novas tecnologias na escola sempre surgem as inevitáveis menções às inúmeras carências, de janelas quebradas até os baixos salários dos professores. Sem pretender entrar nessa discussão, pelo menos neste texto, não podemos deixar de apontar que é apenas com o melhor da tecnologia que evitaremos uma clivagem social ainda maior entre a escola pública e a privada (ou entre o Brasil e as nações desenvolvidas). Como disse Seymour Pappert a um interlocutor: “não morda meu dedo, olhe para onde estou apontando”.

Antes de prosseguirmos, vamos conceituar o que é tecnologia. Isto é fundamental numa área onde se cultuam tantos totens tecnológicos, onde se consideram obsoletos dispositivos que sequer tiveram suas possibilidades exploradas, e onde a “culpa” pelo não-uso é sempre da falta de equipamentos melhores.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , | Deixar um comentário

Multiverso, um possível universo digital

O conceito de metaverso, embora promissor, enfrenta desafios tecnológicos e comerciais para sua plena realização e impacto na sociedade.

O termo “metaverso” refere-se a um conceito expansivo e interativo de universo virtual, em plataformas online, onde as pessoas podem interagir entre si e com o ambiente digital tridimensional de maneira semelhante à interação no mundo real, por meio de avatares personalizados.

Este conceito surgiu em um livro de ficção científica chamado Snow Crash, do escritor Neal Stephenson, publicado em 1992, mas ganhou popularidade em 2021, quando o Facebook anunciou a mudança de nome para Meta e revelou seus planos de construir um metaverso. Outras empresas de tecnologia, como a Microsoft, também estão investindo nessa ideia. Uma primeira versão de metaverso alcançou certa popularidade há alguns anos com o Second Life, lançado em 2003. Foi um dos primeiros mundos virtuais 3D online a permitir que os usuários criassem seus próprios avatares e interagissem uns com os outros em um ambiente online compartilhado.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , | Deixar um comentário

Os direitos autorais e seus desafios

Um panorama complexo que envolve interesses diversos, da remuneração dos autores à garantia do acesso cultural, demandando reflexão e debate amplo.

O “direito do autor” nasceu há cerca de 300 anos, em vários lugares do mundo assumindo características diferentes e mudando ao longo desse período inúmeras vezes e em diversos aspectos. A discussão de sua atualização em tempos de inteligências artificiais e também considerando os impeditivos da circulação de obras, assim como a justa remuneração dos autores propriamente ditos (com raras exceções algo quase insignificante, inclusive devido a tiragens irrelevantes) é de grande importância para todos os envolvidos, dos autores a seus leitores, passando pelos intermediários na cadeia de edição e distribuição, também importantes partícipes nesta questão.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag | Deixar um comentário

Usando interlocutores artificiais na educação

Como essas plataformas trabalham com a geração artificial de textos e de imagens, há uma tendência para achar que esse “psitacismo cibernético” pode funcionar como uma pitonisa que tudo sabe.

Cada dia mais as chamadas “inteligências artificiais”, ou IA para os íntimos, estão na boca do povo. Mesmo sem saber direito o que rola, alguns se apavoram, outros se extasiam e outros tentam aprender e discutir os impactos em várias áreas da atividade humana.

Há um nítido exagero no uso do termo “inteligência” para se referir às variadas plataformas de software existentes em intenso desenvolvimento. Há muita inteligência envolvida, obviamente, porém é a inteligência humana que está a gerar resultados impressionantes, que precisamos acompanhar e estudar formas de regulação e controles sociais.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , | Deixar um comentário

O celular na sala de aula

O desafio não está na proibição do celular, mas sim na transformação de seu uso em uma ferramenta educacional inovadora e construtiva.

É cada vez mais difícil encontrar algum estudante que não tenha consigo um aparelho celular. Assim como a imensa maioria dos brasileiros (já temos uma quantidade muito maior de celulares do que de pessoas no país), quase todo o aluno carrega no bolso ou na bolsa um desses dispositivos de comunicação.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

A inteligência artificial na produção artística

O debate sobre o papel da IA na criação artística requer reflexão sobre ética, direitos autorais e equilíbrio entre inovação tecnológica e valorização do trabalho criativo humano.

Com as “habilidades” de geração de imagens por inteligência artificial cada vez mais desenvolvidas, têm surgido alguns questionamentos e preocupações especialmente por parte de profissionais da ilustração e do mercado editorial.

Esta discussão é fundamental não só para ilustradores, mas também para todos os demais profissionais de editoração, jornalismo e para a arte e cultura em geral, inclusive com suas implicações na educação, na ciência, na economia.

Continue lendo
Publicado em blog | Com a tag , , | Deixar um comentário