Nunca vou te esquecer (Juan Andrés Leiwir)

Essa misteriosa luz
que às vezes ilumina a fronte
caprichosa inspiração,
que aparece quando quer,
conseguiu que uma vez um poeta
com muita paixão escrevesse:
“Nunca digas nunca…”.
“Nunca digas sempre…”.
Porém não posso com ele estar de acordo,
sei que meu coração não me mente
eu digo: “Nunca” vou te esquecer
e digo: “Sempre” vou te querer.

(Tradução Maria Teresa Almeida Pina)

Nunca voy a olvidarte
Juan Andrés Leiwir

Esa misteriosa luz
que a veces ilumina la frente
caprichosa inspiración,
que aparece cuando quiere,
logro que una vez un poeta
con mucha pasión escriba:
“Nunca digas nunca…”
“Nunca digas siempre…”
Pero no puedo com el estar de acuerdo,
se que mi corazón no me miente
yo digo: “Nunca” voy a olvidarte
y digo: “Siempre” voy a quererte.

About Maria Teresa Pina

Nasci em 27 de dezembro de 1962, em São Paulo, e me formei bibliotecária em 1983 pela Escola de Sociologia e Política - Faculdade de Biblioteconomia de São Paulo. Apesar de não exercer mais a profissão, nunca perdi o interesse pela pesquisa/informação e pelos meios de comunicação.
This entry was posted in Juan Andrés Leiwir and tagged , , . Bookmark the permalink.

One Response to Nunca vou te esquecer (Juan Andrés Leiwir)

  1. Rosilda says:

    Maravilhoso !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>