Octavio Paz

Nasceu na Cidade do México (México) em 1914. Ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 1990. Foi poeta, ensaísta e ardente antifascista nos anos anteriores e durante a Segunda Guerra Mundial, nessa época escreveu a coleção de poemas “Bajo tu Clara Sombra”.

Manteve contato com personalidades importantes como Pablo Neruda, Xavier, Albert Camus, entre outros. Cultivou o surrealismo e sua obra poética tem importância, não só como poesia, mas como reflexão sobre todo âmbito da ocupação poética. Seu interesse pelas culturas primitivas levou-o em 1951 à Índia, onde viveu durante anos, como embaixador. Renunciou em 1968, em sinal de protesto ao massacre na Praça das Três Culturas (Tlatelolco), quando o governo mexicano reprimiu à bala manifestação estudantil durante os Jogos Olímpicos.

Entre seus trabalhos poéticos de fim de século estão: “La Llama Doble”; “Amor y Erotismo”; “Vislumbre de la India”. Nos últimos anos, de sua vida, publicou intensamente, interveio (não para a alegria de todos) nos rumos de seu país, organizou suas obras completas, acrescentou-lhe, poemas, ensaios e memórias. Morreu na capital mexicana em 1998.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *