O santo sujo

jaimeHumberto Werneck
Ed. Cosac&Naify

Este livro é sobre o compositor paraense Jayme Ovalle, personagem do modernismo brasileiro.

Sua obra musical, impregnada dos cantos amazônicos e do candomblé, tem no clássico ‘Azulão’, com letra de Manuel Bandeira, uma pequena jóia gravada até hoje por intérpretes de todo o mundo.

Um folclore peculiar girava em torno da figura de Ovalle. Conta-se que chegou a se apaixonar perdidamente por um manequim de vitrine e por uma pomba, que vinha namorar com ele em sua janela.

Conhecido como ‘O místico’ ou ‘O santo da ladeira’, cultivou um catolicismo muito particular, que incluía sessões de autoesbofeteamento diante da cruz e uma oração em agradecimento ‘por mais uma noite de minha vida, bebendo, moderadamente, uísque com soda e gelo’.

Esta biografia recupera sua vida familiar e amorosa, a boemia na Lapa e seu trabalho como servidor público da Alfândega, no Rio de Janeiro.

A edição, ilustrada com 111 imagens, inclui discografia de suas músicas no Brasil e no mundo.

“Outras Palavras” é o programa de literatura de Levi Bucalem Ferrari na Rádio Cultura Brasil.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.