O barbeiro e o judeu da prestação contra o sargento da motocicleta

Joel Rufino dos Santos
Ed. Moderna

Uma novela de amor, sangue e subversão numa trama diabólica. Um morro do Rio de Janeiro, uma barbearia, um sargento de polícia, um vendedor ambulante de origem judaica, uma mulher negociada por dois homens, um embrulho de jornal misterioso.

Esta novela – uma das melhores de Joel Rufino dos Santos – se passa no final da Segunda Guerra Mundial (1939-45).

O nazismo seria derrotado. A ditadura brasileira do Estado Novo (1937-45) seria derrotada. Era uma época de esperança na paz mundial. Ninguém sofreria mais por pertencer a raças diferentes, professar religião diferente, sentir ou pensar diferente.

A Palestina seria repartida entre judeus entre judeus e não-judeus. Era uma esperança, mas não foi uma realidade.

Gente continuou a sofrer pelas mesmas razões de antes. Mas continuou, também, a ter, como sempre, desejo de amar, criar filhos, sonhar com o futuro.

“Outras Palavras” é o programa de literatura de Levi Bucalem Ferrari na Rádio Cultura Brasil.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 Response to O barbeiro e o judeu da prestação contra o sargento da motocicleta

  1. Pingback: Fique por dentro Judeu » Blog Archive » O barbeiro eo judeu da prestação contra o sargento da motocicleta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.