A REVOLUÇÃO DO HOMEM

Antônio Rezk
Ed. Textonovo

O autor do livro é muito conhecido: Antônio Rezk, político e pensador, recentemente falecido. A democracia deve muito a este homem que se opôs bravamente ao regime militar e foi um dos articuladores da abertura política.

O livro é uma profunda reflexão sobre o que Rezk chama de a “civilização do trabalho”. Esta só vê o homus economicus, mera ferramenta de produção. Não oferece a ele a oportunidade da emancipação. Esta só poderá ocorrer quando completarmos a revolução do conhecimento. Quando percebermos que o ser humano, em sua essência e em sua interação com outros seres, tem potencial muito mais amplo.

Com o conhecimento e a tecnologia disponíveis, o trabalho poderia deixar de ser cansativo, repetitivo, alienante. E, ao invés de limitar o homem, liberá-lo para o estudo, para a criatividade e uma vivência social fecunda. No prefácio do livro, o Prof. Fábio Lucas afirma que Rezk apresenta o poder de abstração de um estudioso, associado ao pragmatismo de um militante.

O livro dirige-se a historiadores e políticos, jornalistas e professores, curiosos e especialistas. A todos enfim que se interessam pela proposta de um novo modelo de organização social.

Ouça aqui o programa:

[audio:http://blogs.utopia.org.br/levi/files/0052-antonio-rezk-a-revolucao-do-homem.mp3]
“Outras Palavras” é o programa de literatura de Levi Bucalem Ferrari na Rádio Cultura Brasil.

Sobre levi

Poeta, ficcionista, ensaísta, sociólogo e professor universitário. Presidente da UBE - União Brasileira de Escritores, diretor do Sindicato dos Sociólogos de S. Paulo e Presidente do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. Integra a Coordenação do Movimento Humanismo e Democracia e o Conselho de Redação da Revista Novos Rumos. Foi Presidente da ASESP – Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Administrador Regional de Santana -Tucuruvi (SP). Coordenador da Proteção dos Recursos Naturais do Estado de São Paulo. Livros Publicados: Burocratas e Burocracias (ensaio, SP, Ed. Semente, 1981); Ônibus 307 – Jardim Paraíso (poesia, SP, Muro das Artes, 1983); A Portovelhaca e as Outras (poesia, SP, Paubrasil, 1984). O Seqüestro do Senhor Empresário (romance, SP, Publisher/Limiar, 1998); O Inimigo (contos, Limiar – SP, 2003). Recebeu o Prêmio de Revelação de Autor da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte e outros. Publicou diversos artigos, contos, crônicas, poemas e resenhas literárias em coletâneas, jornais e revistas.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.