Oásis de Curimataú

Joaquim Cavalcanti de Oliveira Neto – Oásis de Curimataú – Ed. Edicon

Este livro narra a saga dos coronéis da Paraíba, seu poder, sua arbitrariedade e, na maioria das vezes, o descaso ou a crueldade com que tratam os trabalhadores.

A impunidade se devia em boa parte aos relevantes serviços que estes senhores prestavam ao Segundo Império.

A ação ocorre em Arararuna e Abiaí e mostra também a vida leviana dos freis e dos padres que constituíam famílias, contrariando os preceitos da igreja católica.

O cenário é dominado pela beleza do rio Curimataú que corre pelas cidades circunvizinhas. A exuberância da flora e da fauna da região rendeu-lhe os epítetos de Jardim do Mundo e das araras azuis da cor do cobalto.

Entre as personagens aparecem o coronel Alfredo Lima e o poeta Pereira da Silva e a amizade de ambos com o poeta Augusto dos Anjos.

O autor exalta a coragem e a beleza das mulheres nordestinas bem como os costumes típicos da região e suas festas.

Sobre levi

Poeta, ficcionista, ensaísta, sociólogo e professor universitário. Presidente da UBE - União Brasileira de Escritores, diretor do Sindicato dos Sociólogos de S. Paulo e Presidente do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. Integra a Coordenação do Movimento Humanismo e Democracia e o Conselho de Redação da Revista Novos Rumos. Foi Presidente da ASESP – Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Administrador Regional de Santana -Tucuruvi (SP). Coordenador da Proteção dos Recursos Naturais do Estado de São Paulo. Livros Publicados: Burocratas e Burocracias (ensaio, SP, Ed. Semente, 1981); Ônibus 307 – Jardim Paraíso (poesia, SP, Muro das Artes, 1983); A Portovelhaca e as Outras (poesia, SP, Paubrasil, 1984). O Seqüestro do Senhor Empresário (romance, SP, Publisher/Limiar, 1998); O Inimigo (contos, Limiar – SP, 2003). Recebeu o Prêmio de Revelação de Autor da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte e outros. Publicou diversos artigos, contos, crônicas, poemas e resenhas literárias em coletâneas, jornais e revistas.
Esta entrada foi publicada em Não classificado. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *