A história da destruição cultural da América Latina –Ed. Nova Fronteira.

O venezuelano Fernando Báez se especializou em denunciar destruições culturais. Já fizera algum sucesso com “História Universal da Destruição dos Livros”.

Tornou-se “persona non grata nos EUA por criticar a destruição do patrimônio iraquiano por bombas, tanques e soldados americanos. Incluem-se aqui relíquias com mais de 5 mil anos.

Neste livro, o autor aborda a destruição cultural da América Latina com documentação farta e relevante. Para ele houve etnocídio e memoricídio premeditados.

Alguém pode argumentar que não poderia ser diferente. A cultura do mais forte sempre se impõe sobre a do derrotado.

Mas, vale a pena saber como isto ocorreu na América Latina e como, de certa forma, ainda ocorre, hoje mais no plano da indústria cultural e da ideologia embalada por ela em filmes, noticiário, séries de televisão, discos, brinquedos e até alimentos.

Sobre levi

Poeta, ficcionista, ensaísta, sociólogo e professor universitário. Presidente da UBE - União Brasileira de Escritores, diretor do Sindicato dos Sociólogos de S. Paulo e Presidente do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. Integra a Coordenação do Movimento Humanismo e Democracia e o Conselho de Redação da Revista Novos Rumos. Foi Presidente da ASESP – Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Administrador Regional de Santana -Tucuruvi (SP). Coordenador da Proteção dos Recursos Naturais do Estado de São Paulo. Livros Publicados: Burocratas e Burocracias (ensaio, SP, Ed. Semente, 1981); Ônibus 307 – Jardim Paraíso (poesia, SP, Muro das Artes, 1983); A Portovelhaca e as Outras (poesia, SP, Paubrasil, 1984). O Seqüestro do Senhor Empresário (romance, SP, Publisher/Limiar, 1998); O Inimigo (contos, Limiar – SP, 2003). Recebeu o Prêmio de Revelação de Autor da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte e outros. Publicou diversos artigos, contos, crônicas, poemas e resenhas literárias em coletâneas, jornais e revistas.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *