Arquivo da tag: vídeo

Em Aranjuez com teu amor (Alfredo García Segura)

Aranjuez, Um lugar de sonhos e de amor Onde um rumor de fontes de cristal No jardim parece falar Em voz baixa às rosas. Aranjuez, Hoje as folhas secas sem cor Que varre o vento São recordações do romance Que … Continue lendo

Publicado em Alfredo García Segura | Com a tag , , , | 4 comentários

Poema de amor (Joan Manuel Serrat)

O sol nos esqueceu ontem sobre a areia, nos envolveu o rumor suave do mar, teu corpo me deu calor, tinha frio, e ali na areia, entre os dois nasceu este poema, este pobre poema de amor para ti Meu … Continue lendo

Publicado em Joan Manuel Serrat | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Alfonsina e o mar (Felix Luna)

Pela branda areia Que toca o mar Sua pequena pegada Não volta mais Um caminho só De pena e silêncio chegou Até a água profunda Um caminho só De penas mudas chegou Até a espuma. Sabe Deus que angústia Te … Continue lendo

Publicado em Felix Luna | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Te recordo Amanda (Victor Jara)

Te recordo Amanda, a rua molhada, Correndo à fábrica, onde trabalhava Manuel… O sorriso largo, a chuva no cabelo Não importava nada, ias a encontrar-te com ele… Com ele, com ele, com ele, com ele… São cinco minutos. a vida … Continue lendo

Publicado em Victor Jara | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Cantares (Antonio Machado)

Tudo passa e tudo fica porém o nosso é passar, passar fazendo caminhos caminhos sobre o mar Nunca persegui a glória nem deixar na memória dos homens minha canção eu amo os mundos sutis leves e gentis, como bolhas de … Continue lendo

Publicado em Antonio Machado | Com a tag , , , | 2 comentários

Papel molhado (Mario Benedetti)

Com rios com sangue com chuva ou sereno com sêmen com vinho com neve com pranto os poemas costumam ser papel molhado. (Tradução de Maria Teresa Almeida Pina) » Biografia de Mário Benedetti Papel mojado Mario Benedetti Con rios con … Continue lendo

Publicado em Mario Benedetti | Com a tag , , , | 1 comentário

Só peço a Deus (Leon Gieco)

Só peço a Deus Que a dor não me seja indiferente Que a seca morte não me encontre Vazio e só sem haver feito o suficiente. Só peço a Deus Que o injusto não me seja indiferente Que não me … Continue lendo

Publicado em Leon Gieco | Com a tag , , , | Deixar um comentário

Sinceramente teu (Joan Manuel Serrat)

Não escolhas só uma parte Toma-me como me dou, inteiro e tal como sou, não vás a equivocar-te. Sou sinceramente teu porém não quero, meu amor, ir de visita por tua vida, vestido para a ocasião. Preferiria com o tempo … Continue lendo

Publicado em Joan Manuel Serrat | Com a tag , , , | 1 comentário

Obrigada à vida (Violeta Parra)

Obrigada à vida que me deu tanto Deu-me dois olhos que quando os abro perfeito distingo o preto do branco no alto céu seu fundo estrelado e nas multidões o homem que eu amo. Obrigada à vida que me deu … Continue lendo

Publicado em Violeta Parra | Com a tag , , , , , | 1 comentário

Te quero (Mario Benedetti)

Tuas mãos são minha carícia Meus acordes cotidianos Te quero porque tuas mãos Trabalham pela justiça Se te quero é porque tu és Meu amor, meu cúmplice e tudo E na rua lado a lado Somos muito mais que dois … Continue lendo

Publicado em Mario Benedetti | Com a tag , , , | 6 comentários