Quando te conheci (Juan Andrés Leiwir)

Uma sensação muito estranha,
algo difícil de explicar…
como se um anjo
Acariciara-me a alma…
e meu coração quisera voar…
De repente, uma invasão de silêncio…
como se os pássaros deixassem de cantar,
o vento que revolvia meu cabelo,
por um instante, deixou de soprar…
Em verdade não tinha muito claro
se estava sonhando, ou se era realidade…
…que tempo durou o feitiço…
…um segundo…ou uma eternidade?
Só sei que alucinaram meus sentidos,
o dia que meus olhos, conheceram teu olhar…

(Tradução de Maria Teresa Almeida Pina)

Cuando te conoci
Juan Andrés Leiwir

Una sensación muy extraña,
algo difícil de explicar…
como si um Angel
me acariciara el alma…
y mi corazón quisiera volar…
De repente, una invasión de silencio…
como si los pájaros dejaran de cantar,
el viento que revolvia mi pelo,
por un instante, dejo de soplar…
En verdad no tênia muy claro
si estaba soñando, o era realidad…
…que tiempo duró el hechizo…
…un segundo… o una eternidad…?
solo se que alucinaron mis sentidos,
el día que mis ojos, conocieron tu mirar…

Sobre Maria Teresa Pina

Nasci em 27 de dezembro de 1962, em São Paulo, e me formei bibliotecária em 1983 pela Escola de Sociologia e Política - Faculdade de Biblioteconomia de São Paulo. Apesar de não exercer mais a profissão, nunca perdi o interesse pela pesquisa/informação e pelos meios de comunicação.
Esta entrada foi publicada em Juan Andrés Leiwir e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a Quando te conheci (Juan Andrés Leiwir)

  1. Diego tomasco disse:

    muito bom gostei do blog adoro poesia tambem escrevo se poderes visita meu blog ficarei lisonjeado. http//gargulasdark.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *