Antologia com 75 Autores da UBE

Antologia com 75 Autores da UBE-SP

Lançamento do volume publicado pela Global Editora está programado para o dia 23 de março

A Antologia de Poesias, Contos e Crônicas da UBE está em processo de finalização gráfica e o lançamento já está programado. Será no dia 23 de março, no auditório da Academia Paulista de Letras, no Largo do Arouche, em São Paulo, às 19 horas.

O evento será ao final da cerimônia de posse da nova Diretoria e Conselho Consultivo e Fiscal da UBE. O novo presidente, Durval de Noronha Goyos Jr., substitui a partir do dia 15 de março o atual presidente, Joaquim Maria Botelho.

Cada autor, pelo contrato assinado pela UBE com a Global Editora, teria direito a uma cota de 15 (quinze) livros, a título de direitos autorais, caso fossem publicados três volumes, como inicialmente planejado. No entanto, por medida de economia e agilidade, a editora decidiu pela publicação de um só volume, reunindo os três gêneros (contos, crônicas e poesias). Dessa forma, reviu o contrato e reduziu a cota para direitos autorais para 5 (cinco exemplares) para cada autor. No entanto, permanece a facilidade de aquisição, pelos autores, de exemplares com 50% (cinquenta por cento) de desconto sobre o preço de capa.

Como noticiado, a seleção final foi realizada pela Global Editora a partir de uma lista inicial de 150 nomes, encaminhada pela UBE. Os autores contemplados no volume são os seguintes:

POESIA: Anderson Braga Horta, Antonio Ventura, Aricy Curvello, Beatriz Helena Ramos do Amaral, Betty Vidigal, Carlos Vogt, Cláudio Willer, Dalila Teles Veras, Djalma Allegro, Eros Grau, Eunice Arruda, Francisco Moura Campos, Gláucia Lemos, Hamilton Faria, Hélder Câmara, Luís Avelima, Moniz Bandeira, Mara Senna, Marco Aqueiva, Mariza Baur, Nei Lopes, Oleg Almeida, Péricles Prade, Renata Pallottini e Severino Antônio. CONTOS: Anna Maria Martins, Arine de Mello Júnior, Audálio Dantas,  Caio Porfírio Carneiro, Cyro de Mattos, Deonísio da Silva, Edmundo Carvalho, Edson Amâncio, Fábio Lucas, Frei Betto, Jean Pierre Chauvin, Jeanette Rozsas, João Batista de Andrade, Joaquim Maria Botelho, Levi Bucalem Ferrari, Lygia Fagundes Telles, Menalton Braff, Nicodemos Sena, Paulo Veiga, Regina Batista, Reivanil Ribeiro, Renato Modernell, Ricardo Ramos Filho, Ruth Guimarães e Suzana Montoro. CRÔNICAS: Alaor Barbosa, André Carlos Salzano Masini, Antonio Candido, Antonio Luceni, Antonio Possidônio Sampaio, Betty Milan, Betty Mindlin, Celso Lafer, Daniel Pereira, Dirce Lorimier Fernandes, Ely Vieitez Lisboa, Enéas Athanázio, Fernando Jorge, Gabriel Kwak, Leda Pereira, Luiz Cruz de Oliveira, Marcos Eduardo Neves, Moacir Japiassu, Mouzar Benedito, Regina Helena de Paiva Ramos, Ricardo Uhry, Rodolfo Konder, Ronaldo Costa Couto, Thereza Freire Vieira e Thiago Sogayar Bechara.

Segue a íntegra da apresentação da antologia, de autoria do organizador:

NOSSO TEXTO E NOSSA VOZ

Em três volumes, a UBE – União Brasileira de Escritores, com o patrocínio da Global Editora, reúne 75 autores nesta antologia, cada qual dono de sua voz, cada qual dando voz a uma criação.

Gostaríamos que mais autores fossem contemplados. Nossa seleção inicial, aliás, era maior. Mas a dinâmica da publicação de livros tem seus custos. E tivemos que nos curvar à realidade.

Enfim, estamos celebrando a edição de 25 contos, 25 crônicas e 25 poemas de autores associados à nossa entidade, para que perdure, pelo tempo que durarem os livros, a voz dessa gente que vive da lida com a palavra, nem tão vã como vaticinou um dia o poeta. Não é vã, porque inspira vocações, acalenta imaginários, prepara espíritos e agiganta almas. A literatura é a irmã mais velha das artes, e, do fonema à sílaba, da voz ao texto, vem construindo a nossa história e a nossa identidade.

Nós, da UBE, vivemos para a literatura.

A UBE é a mais antiga associação de escritores do Brasil. Fundada em 17 de janeiro de 1958, deriva-se da fusão da Associação Brasileira de Escritores – SP e da Sociedade Paulista de Escritores, que, por sua vez, resultaram da divisão da antiga Sociedade de Escritores Brasileiros, criada em 1942 e que teve como mentores Mario de Andrade e Sérgio Milliet. Sediada na Capital paulista, a UBE é entidade nacional e conta em seus quadros com aproximadamente 3.800 associados, dos quais 1.600 ativos.

Sua missão é discutir políticas culturais que atendam aos interesses da categoria e representá-los em todas as manifestações literárias, em poesia e prosa. Também busca orientar seus associados em questões relacionadas a direitos autorais. Teve a presidi-la nomes como Paulo Duarte, Sérgio Buarque de Hollanda, Mário Donato, Afonso Schmidt, Abguar Bastos, Fabio Lucas, Cláudio Willer, Ricardo Ramos, Henrique L. Alves e Levi Bucalem Ferrari.

A UBE realizou quatro Congressos nacionais de escritores. Os dois mais recentes foram o de 1985, em São Paulo, e o de 2011, em Ribeirão Preto. Ambos foram prestigiados por mais de 1.000 representantes de todo o Brasil e do exterior.

A UBE também está representada nas Bienais do Livro, da Câmara Brasileira do Livro, expondo em seu estande livros de associados, promovendo lançamentos e recebendo escritores visitantes. Todos os anos envia comitiva representativa para dar palestras e oficinas na conceituada Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. E foi uma das entidades que assinaram, em 2010, na Alemanha, o acordo com a direção da Feira Internacional do Livro de Frankfurt, para que o Brasil fosse o país homenageado no ano de 2013. Tive o orgulho de assinar o documento, ao lado de Levi Bucalem Ferrari. 

A UBE também realiza iniciativas culturais de tradição, como o movimento Mutirão Cultural, uma iniciativa que já ofereceu cursos de oratória e literatura a mais de 30.000 pessoas. Temos celebrado convênios com entidades de relevo no Brasil e no exterior, e temos sob nossa responsabilidade a publicação do jornal bimestral O Escritor, com colaborações, ensaios e resenhas assinadas por respeitados escritores, críticos e acadêmicos associados à entidade. Está representada em diversos órgãos e instituições, como o Conselho Curador da Fundação Padre Anchieta.

Desde 1962, a UBE concede o Prêmio Juca Pato ao Intelectual do Ano que tenha produzido significativa obra literária publicada no ano anterior. Já foram agraciados com o Juca Pato grifes das nossas letras como Afonso Schmidt, Alceu Amoroso Lima, Érico Veríssimo, Jorge Amado, R. Magalhães Jr., Sérgio Buarque de Holanda, Rachel de Queiroz, Carlos Drummond de Andrade, Cora Coralina, Barbosa Lima Sobrinho, Jacob Gorender, Antonio Candido, Lygia Fagundes Telles, Aziz Ab’Sáber, Tatiana Belinky e Audálio Dantas.

Para a presente antologia, a UBE contou com o incansável trabalho do nosso então vice-presidente, Luís Avelima (correntemente conselheiro). Sem o seu concurso, a sua dedicação, a sua seriedade e o seu amor pelas letras, estes livros não teriam sido possíveis. Em nome dele, agradeço a todos os diretores, conselheiros, associados e funcionários que trabalharam para que esta edição se realizasse.

Também não posso deixar de agradecer ao meu antecessor na presidência da UBE, Levi Bucalem Ferrari, cujos esforços e tirocínio permitiram que uma antologia anterior fosse publicada pela mesma Global Editora, abrindo caminho para a continuidade dessa generosa parceria.

E, a propósito de generosidade, cabe-me cumprimentar e agradecer a família Alves pela oportunidade que abre para os autores da UBE. Ao fundador, Luís Alves Júnior, meu velho amigo, e aos atuais condutores dessa casa editorial, Jefferson e Richard, nossos votos de que mantenham sempre o conceito de apoiar e privilegiar a literatura brasileira, nossa voz para o resto do mundo.

Joaquim Maria Botelho

Presidente

Sobre levi

Poeta, ficcionista, ensaísta, sociólogo e professor universitário. Presidente da UBE - União Brasileira de Escritores, diretor do Sindicato dos Sociólogos de S. Paulo e Presidente do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. Integra a Coordenação do Movimento Humanismo e Democracia e o Conselho de Redação da Revista Novos Rumos. Foi Presidente da ASESP – Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Administrador Regional de Santana -Tucuruvi (SP). Coordenador da Proteção dos Recursos Naturais do Estado de São Paulo. Livros Publicados: Burocratas e Burocracias (ensaio, SP, Ed. Semente, 1981); Ônibus 307 – Jardim Paraíso (poesia, SP, Muro das Artes, 1983); A Portovelhaca e as Outras (poesia, SP, Paubrasil, 1984). O Seqüestro do Senhor Empresário (romance, SP, Publisher/Limiar, 1998); O Inimigo (contos, Limiar – SP, 2003). Recebeu o Prêmio de Revelação de Autor da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte e outros. Publicou diversos artigos, contos, crônicas, poemas e resenhas literárias em coletâneas, jornais e revistas.
Esta entrada foi publicada em Não classificado. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *