A hora dos náufragos

Pedro Maciel
Ed. Bertrand Brasil

Entre as quatro paredes de um suposto quarto de hospital, um homem vive seus últimos momentos. Entre a vida e a morte, o delírio e a razão, ele se angustia com a incapacidade de viver e também de morrer.

Narrado na primeira pessoa, o livro de Maciel transpõe o leitor para um momento drástico: o de enterrar ciclos que se encerraram e que insistimos em manter vivos.

A estrutura criativa do texto reforça que A hora dos náufragos é pouco convencional. Irônico, reflexivo e até bem-humorado, o autor cria uma história instigante e dispara máximas que não conseguem deixar ninguém apático.

Solidão, saudade, incerteza. Sonhos de um passado, pesadelos do futuro. Silêncio do lado de fora, gritos por dentro. Medos da morte e da vida. Riso histérico, choro compulsivo. Nenhuma memória, uma infinidade de lembranças. E entre quatro paredes brancas, na secura de um quarto vazio, acontece um naufrágio. O inesperado, o cíclico e o onírico comandam esta narrativa moderna.

“Outras Palavras” é o programa de literatura de Levi Bucalem Ferrari na Rádio Cultura Brasil.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.