À margem da História

Euclides da Cunha
Ed. Martin Claret

Neste ano de 2009, o Brasil comemora o falecimento de um de seus maiores gênios literários: Euclides da Cunha. E, sem dúvida, ele é muito mais conhecido pelo livro Os sertões que narra a guerra de Canudos e descortina um outro Brasil, um outro brasileiro completamente desconhecido dos habitantes dos centros urbanos.

Segundo o sociólogo Gilberto Freyre: “De Euclides da Cunha se pode hoje afirmar que é um dos escritores brasileiros que maior influência vem exercendo sobre a gente do seu país (…)”.

Desbravador, consciência rebelde e sempre em conflito entre ciência e arte, entre pesquisa e denúncia, Euclides da Cunha trouxe para o primeiro plano, para o centro de sua obra, o homem do interior do Brasil.

Seu interesse pela Amazônia leva-o a ser nomeado chefe da missão exploradora do Alto Purus, o que lhe ofereceu material para este À Margem da História (1909), publicado postumamente. O volume é a reunião de artigos publicados em revistas e jornais da época.

“Outras Palavras” é o programa de literatura de Levi Bucalem Ferrari na Rádio Cultura Brasil.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 Response to À margem da História

  1. jane disse:

    ola! estou fazendo um trabalho de escola sobre euclides da cunha.
    to precisando do resumo do livro Á margem da história será q vc tem e pode me enviar ou sabe de algum site q tenha.
    desde ja agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.