O CRIME DO PADRE AMARO

Eça de Queiroz
Ed. Ática

Esta obra de Eça de Queiroz foi uma das mais proibidas de todos os tempos. Gerou muita polêmica no Brasil no início dos anos 60, porque foi colocada na lista de livros a serem lidos pelos candidatos aos exames vestibulares.

E, ao mesmo tempo, sua leitura fora proibida pela Igreja que, àquela época, tinha um forte poder de veto. Estas posições antagônicas foram debatidas à exaustão entre os que eram a favor ou contra o livro.

A partir dos amores de um padre, o autor faz uma análise rigorosa da hipocrisia e do moralismo da sociedade portuguesa de seu tempo.

O romance inaugurou o Realismo/Naturalismo em língua portuguesa. Sua publicação causou escândalo, não só pelo ataque à Igreja, mas também pelo realismo da narrativa que assustou o público burguês e o espírito ferrenhamente católico da época.


“Outras Palavras”, programa de literatura de Levi Bucalem Ferrari na Rádio Cultura Brasil.

Sobre levi

Poeta, ficcionista, ensaísta, sociólogo e professor universitário. Presidente da UBE - União Brasileira de Escritores, diretor do Sindicato dos Sociólogos de S. Paulo e Presidente do IPSO - Instituto de Pesquisas e Projetos Sociais e Tecnológicos. Integra a Coordenação do Movimento Humanismo e Democracia e o Conselho de Redação da Revista Novos Rumos. Foi Presidente da ASESP – Associação dos Sociólogos do Estado de São Paulo, Administrador Regional de Santana -Tucuruvi (SP). Coordenador da Proteção dos Recursos Naturais do Estado de São Paulo. Livros Publicados: Burocratas e Burocracias (ensaio, SP, Ed. Semente, 1981); Ônibus 307 – Jardim Paraíso (poesia, SP, Muro das Artes, 1983); A Portovelhaca e as Outras (poesia, SP, Paubrasil, 1984). O Seqüestro do Senhor Empresário (romance, SP, Publisher/Limiar, 1998); O Inimigo (contos, Limiar – SP, 2003). Recebeu o Prêmio de Revelação de Autor da APCA – Associação Paulista de Críticos de Arte e outros. Publicou diversos artigos, contos, crônicas, poemas e resenhas literárias em coletâneas, jornais e revistas.
Esta entrada foi publicada em ESTANTE e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *